Notícia

Uniuv apoia Movimento Maio Amarelo

18/05/2015



O Movimento Maio Amarelo surgiu com a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.  O Maio Amarelo estimula a sociedade a promover atividades voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão, dentro de seus deslocamentos diários no trânsito.

Segundo estudo feito pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil aparece em quinto lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito, precedido por Índia, China, EUA e Rússia e seguido por Irã, México, Indonésia, África do Sul e Egito. Juntas, essas dez nações são responsáveis por 62% das mortes por acidente no trânsito.

O Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv) apoia o Movimento Maio Amarelo, alertando sobre o transporte consciente de animais nos veículos. Os pets são hoje, membros das famílias, dessa maneira são levados à quase todos os lugares onde seus donos vão. É comum ver nos carros, os bichinhos no colo, soltos pelo carro, ou com a cara para fora da janela.

Porém, esse é um risco que o motorista corre, assim como o animal. O condutor pode perder a atenção no trânsito, quando o pet está solto no carro, por ficar preocupado com o que ele está fazendo e acidentes podem ocorrer. Assim, como quando o cachorro fica com a cara para fora da janela, podendo cair do carro, sofrer ferimentos e até causar um acidente.

Todos os animais devem ser transportados no banco de trás dos veículos. Para os cães de pequeno porte, podem ser usados cintos de segurança, que é um peitoral adaptado para ser preso ao cinto do carro. Existe também o adaptador de cinto de segurança, que acopla a coleira do animal ao encaixe do cinto, assim como a cadeirinha de segurança, parecido com aquela das crianças.

Os cães de grande porte, ao serem transportados em carrocerias, devem estar em caixas de transportes adequadas ao seu tamanho. Nunca devem ir presos pela coleira, pois podem sofrer traumas no pescoço, e muito menos soltos, pois podem pular do carro, machucando-se ou causando um acidente. Para carros na versão “Hatch”, podem ser usadas além das caixas, grades que dividem o porta-malas e o animal pode ficar alocado ali, com segurança. Lembrando que a tampa traseira deve ser retirada e nunca deve ser transportado nenhum animal em porta-malas de carros estilo “Sedan”.

Os gatos devem ser transportados dentro da caixa de transporte. Outros animais devem sempre ser carregados em suas gaiolas para que estejam protegidos e não corram riscos.

Caso o motorista esteja transportando o animal irregularmente, o Código de Trânsito Brasileiro prevê os artigos:

 

Art. 169 - Dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança. Multa de R$ 53,20 e três pontos na carteira.

Art. 235 - Conduzir pessoas, animais ou carga nas partes externas do veículo, salvo nos casos devidamente autorizados. Infração grave com multa de R$ 127,69 e cinco pontos na carteira.

Art. 252. Dirigir o veículo transportando pessoas, animais ou volume à sua esquerda ou entre os braços e pernas. Multa de R$ 86,13 e quatro pontos na carteira.

 

 

 

 


por: UNIUV